Revista Sucesso

Atualizado em 10/11/2017

Saúde

Conheça 10 alimentos que ajudam a controlar a Diabetes

Especialista esclarece as principais dúvidas sobre a importância de diabéticos manterem um boa relação com a alimentação diariamente

Da redação

Lembrado na próxima terça-feira (14/11), o Dia Mundial da Diabetes existe desde 1991 e procura alertar para crescimento de casos no mundo – só no Brasil, cresceram 61,8% nos últimos dez anos. Quem convive com a doença sabe da importância da alimentação para o controle da taxa de açúcar no sangue e para uma melhor qualidade de vida.

Segundo o nutrólogo Oswalmir Sá, no tratamento, o uso de medicamento, apesar de essencial, é tão importante como seguir uma dieta específica e balanceada. "No controle do diabetes é importante ter constância na alimentação, manter uma dieta mista e acompanhada por nutricionista, inclusive nos fins de semana, sem exagerar com produtos industrializados, e optar sempre por alimentos in natura ou pouco industrializados", esclarece.

O médico alerta também para alguns erros comuns cometidos por quem convive com a doença. Dentre eles, trocar produtos naturais por industrializados como os lights e diets; ficar sem se alimentar por muito tempo e depois fazer grandes refeições; e o consumo exagerado de frutas podem prejudicar no tratamento, pois afetam diretamente no controle glicêmico do organismo.

Para os diabéticos que querem melhorar a convivência com a doença, o nutrólogo sugere uma lista com alguns alimentos que não podem faltar:

Feijões – carioca, preto, branco. Contêm diversas vitaminas e minerais como magnésio e potássio, além de fibras. Mesmo contendo carboidratos, os feijões têm muitas proteínas.


Batata-doce – o carboidrato da batata-doce é de baixo índice glicêmico (não sobe muito rápido o açúcar no sangue), além disso pode ser usada para tentar enganar o desejo de comer doces.

Cerejas e morangos – possuem antioxidantes que combatem o envelhecimento, vitaminas e minerais.

Tomate – é fonte de vitamina C e E. Possuem potássio, além dos antioxidantes que aumentam ou diminuem conforme a forma de preparo.

Peixes com ácidos graxos Ômega 3 – salmão, sardinha, truta e atum. A gordura ômega 3 pode ajudar a reduzir o risco de doenças cardíacas e inflamações. A American Diabetes Association recomenda a ingestão desses tipos de peixes no mínimo duas vezes por semana.

Vegetais de folhas escuras – espinafre, brócolis e couve têm vitaminas A, C, E e K, além de ferro, cálcio e potássio. Possuem baixa quantidade de calorias e carboidratos.


Castanhas – um punhado de castanhas pode nos prover uma boa quantidade de gorduras boas e diminuir a fome. Além disso, possuem magnésio e fibras. Algumas castanhas e sementes como chia e linhaça ainda possuem ômega 3.

Cereais integrais – apenas aqueles que são 100% integrais como aveia, quinoa, farinhas integrais e amaranto. Estes produtos são fontes de magnésio, vitaminas do complexo B, cromo, ferro e folato e são grandes fontes de fibras.

Leite e iogurte – São fontes de cálcio e proteínas. Normalmente opte por leites e iogurtes mais magros e sem adição de açúcar.

Frutas cítricas – laranja, limão, lima, mexerica e outras. Essas frutas, se comidas com bagaço, têm grande quantidade de fibras, além de vitamina C e potássio.


Fonte: Redação e Grupo Objetiva | Fotos: Divulgação

Diabetes, Dia Mundial da Diabetes, Editora Sucesso, Revista Sucesso
Mais lidas
  1. Soluções inteligentes e funcionalidade
  2. Educação Infantil: um mundo de descobertas
  3. Cuidar das articulações garante vitalidade
  4. Ouvir bem é vida
  5. Disfunção eréctil: será que vou ter?
Leia também
  1. Em carta aberta à Nação, pediatras cobram...
  2. Mais de 13 milhões de brasileiros têm diabetes
  3. As principais dúvidas sobre a vacina contra...
  4. Prevenir é a melhor conduta contra a obesidade...
  5. FPS: mitos e verdades